Bebé: #2 Vínculo com o teu bebé desde a concepção

Posted In: Espaço Seguro

Bebé

Neste Podcast conversamos sobre o vínculo que crias com o teu bebé mesmo antes da conceção. É verdade, a tua conexão com o teu bebé começa quando pensas ser mãe.

 

O vínculo seguro com o teu bebé começa antes de conceção? Em casal, já falaram sobre vínculo seguro que querem criar com o bebé? Já pensaram porque querem ter um bebé? Qual a vossa intenção como mãe e pai? Que valores são importantes para cada um e para ambos? Quando iniciar este diálogo? Qual o impacto que este diálogo pode ter no vínculo que vão estabelecer com o vosso bebé?

 

Certamente que estas reflexões do segundo episódio do Podcast Espaço Seguro, onde as Cátias falam sobre o vínculo com o teu bebé mesmo antes da conceção, vão contribuir para a relação que estás a construir com o teu bebé. Podes ver este episódio aqui.

 

Para recordar, no primeiro episódio encontras informação sobre o que é o vínculo seguro, quando surgiu este conceito, como podes aprender a relacionar-te e como crias um vínculo seguro com o teu bebé. Está tudo aqui: Gravidez #1: Vínculo Seguro.

 

Vínculo seguro com o teu bebé durante a gravidez

Em primeiro lugar, entre o momento em que pensas ser mãe e o primeiro trimestre da gravidez tens uma janela de oportunidade única para começar a criar o vínculo seguro com o teu bebé. Isto pode parecer estranho… Como assim? Começo a criar vínculo seguro com o meu bebé mesmo antes de ele existir? Exatamente!

 

Afinal, somos compostos por células e memórias que estão registadas no nosso corpo e que se manifestam através do nosso sistema neurológico, da nossa fisiologia e das nossas emoções. Assim, de forma consciente e, na maior parte das vezes, de forma inconsciente toda esta informação gravada em nós tem impacto na conceção e na gravidez e contribui para o vínculo seguro que vamos criar na nossa relação com o bebé.

 

Contudo, é muito frequente, especialmente na primeira gravidez, centralizar as preocupações no parto, no quarto do bebé, no carrinho, no ovinho e, nas palavras da Cátia Pereira, fundadora da Vínculos Seguros, “a parte emocional é muitas vezes descuidada”. E o primeiro grande impacto deste “descuido” sente-se na da dinâmica do casal, uma vez que o futuro pai e futura mãe esquecem-se de criar entre si um vínculo seguro, por isso, como o vão conseguir fazer com o bebé?

 

Vê aqui o Podcast Espaço Seguro #2: Vínculo com o teu bebé desde a conceção.

 

 

Criar um vínculo seguro entre o casal durante a gravidez

“A maioria dos casais não falam sobre se querem ser pais, se não querem. Às vezes até falam, mas assim num tom muito informal – “Olha, tu queres ser mãe? Olha, tu queres ser pai?” – e às vezes em sequer discutem muito mais sobre o assunto. Não falam sobre a gravidez. Não abordam como é que veem a educação, não abordam como é que veem a gestão da relação que vão criar. Por isso, as coisas ficam um bocadinho vagas”, explica Cátia Pereira de acordo com a sua experiência com os casais que acompanha durante a gravidez.

 

“O que vos leva a querer ser mãe/ pai?” – É a primeira pergunta que a Cátia Pereira coloca aos casais que estão a planear uma gravidez. A resposta é muitas vezes algo parecido com “já estamos juntos há muito tempo, por isso este é o passo a seguir” ou “porque sim. Não faz parte da vida? Não é assim que devemos fazer?”.

Também acontece, ás vezes, “a resposta não vir do próprio”. Como assim? “É que a maioria das pessoas ainda não pensou realmente sobre isso”, isto faz com que as respostas venham mais de um sítio que tem a ver com o que é suposto acontecer ou com modelos sociais aprendidos. Surpreendentemente (ou talvez não), ao aprofundar a questão de o que leva um casal a querer engravidar, chega-se muitas vezes à conclusão de que afinal um ou os dois não querem ou ainda não sabem se desejam realmente a gravidez, se querem realmente ser pais.

 

Vê aqui o Podcast Espaço Seguro #2: Vínculo com o teu bebé desde a conceção.

 

Então, antes do bebé, como criar um vínculo seguro entre o casal?

O ponto de partida para criar um espaço seguro para receber o bebé é o diálogo entre o casal. Mas um diálogo em que moldes? Um diálogo aberto com curiosidade pelas respostas que vamos dar e receber e, acima de tudo, aceitar que não vamos concordar em todos os aspetos. E é neste espaço em que aceitamos os desacordos que se começa a construir o vínculo seguro com o bebé. Portanto, esta é a fase 0, a fase da curiosidade de parte a parte: é isto que cria um vínculo seguro com o bebé.

 

Então, quais as perguntas a responder – de forma específica – quando queres criar um vínculo seguro com o teu bebé?

Eis algumas sugestões:

– Quero ser mãe/pai?

– O que me leva a querer ser mãe/pai?

– Qual a minha intenção como mãe/pai?

– Quais os meus medos?

– Que emoções surgem quando penso ser mãe/pai?

– Como quero que aconteça a gravidez, o parto, a vida no dia-a-dia?

– Quais as alterações que imagino que vão acontecer comigo, na dinâmica do casal e da família?

– Como acho que vou lidar com essas alterações?

– Quais os valores que quero que estejam presentes/são importantes para mim?

– Estes valores são mesmo importantes para mim ou estou simplesmente a reproduzir os valores que aprendi sem refletir sobre a sua validade para mim?

 

Vê aqui o Podcast Espaço Seguro #2: Vínculo com o teu bebé desde a conceção.

gravidez

Dialogar é diferente de planear a vida do bebé

Durante a gravidez, o foco deste diálogo é a criação de um vínculo seguro contigo, com o teu companheiro e com o teu bebé, por isso é importante cada elemento do casal ser o mais específico possível. Muitas vezes estamos a falar em conceitos que significam coisas diferentes para cada um. O que significa liberdade, respeito, educação? E para o outro? Então, e como é que esses valores se vão materializar na prática na relação com o bebé e na dinâmica do casal e da família?

 

Criar este vínculo implica, principalmente, reconhecer que neste diálogo há um eu, um tu e um nós. Conflitos e desacordos fazem parte e vão sempre existir, mas o diálogo de forma aberta traz maior clareza e previsibilidade quanto ao que vai acontecer durante a gravidez e após o nascimento do bebé. Isso traduz-se em maior alinhamento entre o casal, logo, cria um vínculo seguro com o bebé!

 

Alerta! Não estamos a falar de planear a vida do bebé que vai nascer. Isso não é vínculo seguro, é controlo. É essencial confiar que o bebé nasce e faz o seu percurso, ou seja, não é um “mini-eu”, não é uma extensão da mãe ou do pai. A pergunta não é: “O que quero que o meu filho faça ou como quero que a vida do meu filho seja?”. A pergunta é: “Qual a minha intenção como mãe/pai?”.

 

Vê aqui o Podcast Espaço Seguro #2: Vínculo com o teu bebé desde a conceção.

 

Falar, falar, falar… e bebé?

Da mesma forma que o diálogo é importante, avançar para a conceção do bebé também o é. De acordo com a experiência da fundadora da Vínculos Seguros, “também há muitos casais que ficam presos nesta fase do diálogo e depois não avançam”. Em suma, este diálogo é para clarificar e depois avançar para o vínculo seguro com “a capacidade de ter a máxima flexibilidade e resiliência para aquilo que pode surgir” quando o bebé nascer.

 

De qualquer forma, o treino da comunicação é gradual, uma vez que é uma coisa que vai acontecendo ao longo da vida do casal. Claro que a conversa por si só não garante que vão assegurar a dinâmica sobre a qual conversaram, mas há uma intenção para essa dinâmica e isso faz toda a diferença para o casal e para o bebé. A diferença é que os dois estão alinhados e conseguem perceber, quando não estão alinhados, como é que se podem alinhar… e o bebé vai sentir isso.

 

Vê aqui o Podcast Espaço Seguro #2: Vínculo com o teu bebé desde a conceção.

 

Não pensei em nada isto antes… Ainda vou a tempo de criar um vínculo seguro com o meu bebé? Sim! No próximo episódio vamos precisamente falar sobre estarmos sempre a tempo de conversar e iniciar este vínculo seguro com o bebé: podes ver aqui!

    Add Comment

    Gravidez – #1 Vínculo Seguro
    Cadeirinha de bebé: 5 erros comuns na instalação